Automotive Business
Siga-nos em:

Notícias

Ver todas as notícias
Anfavea mantém projeção de vendas: 2,5 milhões de veículos em 2018

Mercado | 06/07/2018 | 18h20

Anfavea mantém projeção de vendas: 2,5 milhões de veículos em 2018

Emplacamento de automóveis e comerciais leves terá alta de 11,3% e os pesados, pouco abaixo de 25%

MÁRIO CURCIO, AB

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) decidiu manter as projeções de vendas no mercado interno em 2018, com 2,5 milhões de veículos, sendo 2,42 milhões de automóveis e comerciais leves e 79,5 mil pesados, contados aí caminhões e ônibus. Dessa forma permanece a expectativa de alta de 11,7% sobre 2017. A manutenção das projeções contrariou expectativas mais otimistas que existiam 45 dias atrás.



- dos dados da Anfavea
- Veja outras estatísticas em



“Já sabíamos que o crescimento do segundo semestre seria menor por causa dos bons resultados da segunda metade de 2017. Então veio a greve (dos caminhoneiros) e, como consequência, achamos mais prudente manter a previsão inicial do que fazer uma pequena alteração do crescimento de 11,7% para 11,9%”, afirma o presidente da Anfavea, Antonio Megale.

A expectativa da Anfavea para os automóveis e comerciais leves em 2018 é melhor que a da Fenabrave, entidade que reúne as associações de concessionários. Esta reduziu sua projeção de crescimento feita no começo do ano de quase 12% para os atuais 9,7% (veja aqui).

Para os veículos pesados, as expectativas de ambas estão mais alinhadas. Se as 79,5 mil unidades se confirmarem, a alta será próxima a 25%.

VENDAS EM JUNHO E NO SEMESTRE


Os emplacamentos totais de junho praticamente repetiram os de maio, com 202 mil unidades. O acumulado do ano teve 1,17 milhão de unidades licenciadas e alta de 14,4%.

“Esperávamos um pouco mais para o mês de junho, mas a alta registrada no acumulado do ano (14,4%) é razoável”, diz o presidente da Anfavea.



Os automóveis somaram nos primeiros seis meses 957,9 mil unidades, anotando crescimento de 13% no semestre. Os caminhões atingiram 32 mil unidades no período, com alta expressiva no semestre, de 49,3%, mas apenas porque a primeira metade do ano passado foi muito ruim para o setor.



Tags: Anfavea, Fenabrave, Antonio Megale, automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, emplacamentos.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência