Automotive Business
Siga-nos em:

Notícias

Ver todas as notícias

Indústria | 13/06/2018 | 20h38

Juntas, Renault-Nissan-Mitsubishi economizam € 5,7 bilhões

Sinergias geradas pela união das três fabricantes aumentaram 14% em um ano

REDAÇÃO AB

A Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi elevou as economias geradas pela sinergia entre as três fabricantes de veículos para € 5,7 bilhões, em elevação de 14% na comparação com os € 5 bilhões economizados um ano antes. Segundo comunicado divulgado pela companhia na quarta-feira, 13, o caixa das empresas foi beneficiado por redução conjunta de custos, receitas incrementais e despesas evitadas.

As vendas acumuladas da Aliança ultrapassam 10,6 milhões de veículos em 2017, o que tornou a corporação o maior grupo fabricante de veículos do mundo.

“A Aliança tem impacto direto e positivo no crescimento e na lucratividade de cada empresa-membro. Em 2017, turbinou a performance de todas as três montadoras, inclusive da Mitsubishi, que completou seu primeiro ano no grupo”, comentou Carlos Ghosn, chairman e CEO da Renault-Nissan-Mitsubishi.



Ghosn reafirmou a meta da Aliança arquitetada por ele de gerar mais de € 10 bilhões em sinergias até o fim de 2022. O executivo avalia que as economias vão aumentar à medida que a companhia acelera convergências, com maior compartilhamento de instalações industriais, plataformas de veículos e tecnologias, além de consolidar a presença conjugada das três marcas em mercados maduros e emergentes.

De acordo com o plano estratégico Alliance 2022, as três empresas-membro preveem somar vendas de mais de 14 milhões de veículos, 9 milhões deles produzidos sobre quatro plataformas comuns, incluindo veículos elétricos e modelos do segmento B, além aumentar o uso de motores e transmissões comuns, passando de um terço para 75% do total.

Com convergência da engenharia das empresas, a Aliança pode compartilhar investimentos e custos de pesquisa e desenvolvimento, para reduzir investimentos e aumentar a competitividade. Por exemplo, a Nissan e a Mitsubishi uniram forças no ano passado para desenvolver a próxima geração dos Kei Cars, o segmento dos minicarros do Japão. (A Mitsubishi já produzia minicarros para a Nissan e acabou sendo incorporada à Aliança depois do escândalo que envolveu informações falsas sobre o consumo desses veículos.)

SINERGIAS EM CURSO



Em 2017, a organização de compras da Aliança (Alliance Purchasing Organization) evitou e reduziu custos significativamente, por meio da centralização de atividades de compra de componentes, equipamentos e ferramentais, negociações globais de contratos e fornecimento conjunto de energia para suas fábricas em todo o mundo.

Entre as sinergias em curso no momento, está a adoção pela Mitsubishi da estrutura dos braços financeiros Nissan Sales Finance e RCI Bank; bem como a criação de armazéns de peças de reposição compartilhados entre Renault, Nissan e Mitsubishi na Europa, Japão e Austrália.

Na área de manufatura, outras sinergias estão sendo realizadas por meio da fabricação de veículos baseadas em plataformas comuns, como o Datsun Redi-GO e o Renault Kwid, além de atividades de produção cruzada, como é o caso da produção da picape Renault Alaskan em fábricas da Nissan em Cuernavaca, no México, e Barcelona, na Espanha.

Em outra frente de economia, os custos associados com o transporte de veículos foram reduzidos significativamente em 2017, já que a Nissan e Mitsubishi consolidam o frete de veículos acabados a partir de suas fábricas na Tailândia para suas respectivas redes de concessionárias.



Tags: Renault Nissan Mitsubishi, aliança, sinergias, economia, indústria, negócios.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência