Automotive Business
Siga-nos em:

Notícias

Ver todas as notícias
Reter talentos é desafio para fabricantes de autopeças
Diretores de RH participaram de fórum realizado por Automotive Business. A partir da esquerda, Kleber Daniel (Valeo), Sílvia Zwi (Eaton), Ana Borgonovo (Mahle Metal Leve) e Fernando Tourinho (Bosch)

Trabalho | 11/06/2018 | 21h40

Reter talentos é desafio para fabricantes de autopeças

Empresas discutem como manter bons profissionais sem que saiam em três ou quatro anos

MÁRIO CURCIO, AB

Fabricantes do setor de autopeças enfrentam a dificuldade em reter talentos em suas fábricas, como ficou claro durante o VI Fórum de RH no Setor Automobilístico, realizado por Automotive Business em São Paulo na segunda-feira, 11. “Por causa do modelo de liderança, estamos perdendo profissionais após três ou quatro anos”, afirma o diretor de Recursos Humanos da Valeo, Kleber Daniel.

“Atraímos muitas pessoas, o que precisamos é saber como retê-las”, diz o executivo, que participou do painel “O Ponto de Vista das Autopeças”, coordenado por Fernando Tourinho, diretor de RH da Bosch. A partir do questionamento da plateia, Tourinho perguntou se haveria neste momento escassez de talentos.

Ana Borgonovo, diretora de RH da Mahle Metal Leve, afirma que há pessoas desqualificadas e recorda: “Às vezes o talento está dentro de casa e a gestão e o desenvolvimento interno de pessoas são bem importantes”, diz.

“É preciso quebrar o paradigma de trazer pessoas cuja origem seja somente o próprio setor automotivo. Na minha equipe estou trazendo gente de outros mercados”, afirma Daniel. Sílvia Zwi, que dirige o RH da Eaton, revelou uma forma interessante de buscar talentos no processo de seleção: “Eliminamos de parte do processo informações como gênero e idade da ficha do candidato como forma de surpreender o entrevistador”, diz.

COMO SE FAZ NO GOOGLE


A especialista em programas de recrutamento do Google, Larissa Armani, revela que a própria natureza da empresa em que trabalha obrigou a mudanças no processo de seleção: “Não fazia muito sentido reter candidatos em longas dinâmicas de grupo que os obrigavam a faltar em seus trabalhos”, diz.

A empresa adotou quatro sessões on-line de 45 minutos com perguntas que permitissem identificar no candidato a capacidade de resolução de problemas, a qualidade mais desejável e presente em vários perfis analisados pelo RH da empresa.

Assista ao vídeo produzido durante o fórum de RH:




Tags: Autopeças, RH, Bosch, Valeo, Mahle Metal Leve, Eaton, Google.

Comentários

  • WalterJ F Oliveira

    Éfato que em muitas situações, a perda do TALENTO simplesmente ocorre por decisões "desastradas" e por visão de curto prazo provenientes da cúpula da organização.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência