Automotive Business
Siga-nos em:

Notícias

Ver todas as notícias
Grupo BMW muda estrutura na América Latina
Helder Boavida (à esquerda), presidente e CEO do Grupo BMW Brasil, agora responde a Alexander Wehr, presidente e CEO para a América Latina

Carreira | 04/06/2018 | 19h18

Grupo BMW muda estrutura na América Latina

Divisão brasileira se une a grande bloco regional e deixa de responder aos EUA

REDAÇÃO AB

O Grupo BMW integrou as operações do Brasil à estrutura do México, América Latina e Caribe, que juntamente com a Argentina formam uma nova zona geográfica. Com a mudança, a operação brasileira deixa de responder aos Estados Unidos. A alteração entrou em vigor em 1º de junho.

Alexander Wehr, presidente e CEO do Grupo BMW México e América Latina, agora será responsável pelas operações em toda a região e contará com reportes de Helder Boavida, presidente e CEO do Grupo BMW Brasil, de Rolf Epp, presidente e CEO do Grupo BMW Argentina, e de Antonio Antela, presidente e CEO dos países importadores da América Latina.

Com essa integração, a mais importante desde 2016 (quando as operações de América Latina e Caribe se fundiram com a do México), o grupo pretende formar uma estrutura mais apropriada às necessidades dos mercados latino-americanos. Em tese, a mudança vai favorecer a produção de veículos em Araquari (SC), onde atualmente são montados os utilitários esportivos X1, X3, X4 e os sedãs da Série 3.

"Os mercados da América Latina são estratégicos para o negócio global. Agora, com a integração do Grupo BMW Brasil, otimizaremos as capacidades das duas plantas no País, integrando-as em breve com a fábrica de San Luis Potosi, no México, agregando de maneira conjunta recursos humanos, operações e uma ampla rede de distribuidores e importadores", afirma Wehr. A fábrica mexicana começa a operar em cerca de um ano.

De janeiro a maio de 2018, o Grupo BMW México, América Latina e Caribe registrou aumento de vendas superior a 20% no confronto com os mesmos cinco meses do ano anterior. E neste período a divisão brasileira da companhia cresceu perto de 30%, quase o dobro do segmento Premium.



Tags: Grupo BMW, Alexander Wehr, Helder Boavida, Rolf Epp, Antonio Antela, X1, X3, X4, Série 3.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência