Automotive Business
Siga-nos em:

Notícias

Ver todas as notícias
Biogás tem alto potencial de produção e uso no Brasil
Trator-conceito da New Holland roda com biometano: biocombustível tem grande potencial de utilização no Brasil

Combustíveis | 11/05/2018 | 19h53

Biogás tem alto potencial de produção e uso no Brasil

Segundo especialistas, País pode produzir 52 bilhões de m3 por ano

REDAÇÃO AB

A vocação do Brasil em produzir energia de fontes renováveis e de baixa emissão de CO2 poderá ser substancialmente ampliada com o maior uso de biogás, produzido a partir de resíduos orgânicos originados na agropecuária e no saneamento básico, que pode ser usado em larga escala por veículos pesados, como tratores e caminhões. Em seminário realizado esta semana em São Paulo que debateu as perspectivas do setor, especialistas calculam que o potencial brasileiro de produção de biogás equivale a 44% da demanda por diesel no País.

“É possível produzir 52 bilhões de metros cúbicos de biogás por ano entre proteína animal, saneamento e resíduos sucroenergéticos. Este é o nosso grande diferencial perante a energia eólica ou solar, uma vez que nós conseguimos dar garantia de produção”, afirmou Gabriel Kropsch, vice-presidente da Associação Brasileira do Biogás e Biometano (Abiogás). “O biogás não é uma novidade, mas desde que começou a ser produzido muita coisa mudou. Hoje já somos uma realidade sustentável. O biometano, por exemplo, pode reduzir em 96% as emissões de CO2, com potencial para uma pegada de carbono próxima ao zero”, destacou.

Segundo Kropsch, o Brasil tem o maior potencial energético do mundo de produção de biogás, por causa do alto volume de resíduos orgânicos disponíveis. Pelas contas da Abiogás, o setor agropecuário pode produzir mais de 70 milhões de metros cúbicos de biometano por dia, sendo 78% originados de subprodutos da indústria sucroenergética e 22% da produção e processamento de proteína animal. A área de saneamento pode contribuir com mais 7 milhões de metros cúbicos por dia desse biocombustível.

POTENCIAL DESTRAVADO



Especialistas avaliam que esse potencial pode ser destravado e aproveitado a partir dos incentivos trazidos pelo RenovaBio, nova política nacional de biocombustíveis aprovada no fim do ano passado, que deve agregar o biogás à matriz renovável de baixa emissão junto com etanol e biodiesel. “Com o RenovaBio poderemos precificar as vantagens e benefícios do biogás e biomentano. O produtor será recompensado pela qualidade do combustível”, afirma Kropsch.

De acordo com a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), ligada ao Ministério das Minas e Energia (MME), o biogás vai representar o mesmo volume de energia distribuída que a fotovoltaica, enquanto a Abiogás projeta que, até 2030, sejam produzidos 32 milhões m³/dia de biometano.

O potencial brasileiro de produção de biogás deverá ser melhor conhecido a partir da atualização do BiogásMap que será feita este ano. A iniciativa foi lançada durante o seminário pela Abiogás e pelo Centro Internacional de Energias Renováveis-Biogás (CIBiogás), com o objetivo de mapear todas as plantas em funcionamento ou implantação do País, para obter dados recentes e confiáveis sobre a produção nacional de biogás.

Na Europa e América do Norte o biogás já é apontado como alternativa sustentável para utilização em veículos pesados, como tratores, ônibus e caminhões. O biocombustível oferece eficiência e autonomia próxima a do diesel e sua implantação é bem mais rápida e barata do que a eletrificação.

Recentemente, a FPT, fabricante de motores do Grupo CNH International, ampliou para cinco sua linha de propulsores a gás, que também PODEM rodar com biometano e já são aplicados em caminhões e vans Iveco e tratores New Holland (leia aqui). No mês passado, a New Holland mostrou na Agrishow em Ribeirão Preto (SP) seu trator-conceito movido a biometano (leia aqui), que utiliza motor FPT de seis cilindros e 180 cavalos próprio para a queima de gás. Sua chegada ao mercado mundial é aguardada em cerca de três anos e existem chances de ser produzido também no Brasil.



Tags: Biogás, biometano, biocombustível, RenovaBio, combustíveis, política energética.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência