Automotive Business
Siga-nos em:

Notícias

Ver todas as notícias
KSPG Automotive tem novo presidente no Brasil
KSPG Automotive tem novo presidente no Brasil

Carreira | 23/02/2018 | 15h06

KSPG Automotive tem novo presidente no Brasil

Claus von Heydebreck, que comandava o aftermarket, assume o cargo

REDAÇÃO AB

A KSPG Automotive, atualmente denominada Rheinmetall Automotive e que reúne as marcas KS, Pierburg e BF, anuncia mudanças em sua subsidiária brasileira. A empresa de origem alemã indica Claus von Heydebreck como seu novo presidente no Brasil. O executivo ascende ao novo cargo após oito anos à frente da Motorservice, divisão responsável pelo mercado de reposição.

Em sua nova função, von Heydebreck será o responsável por todas as operações da empresa no País, onde mantém uma fábrica na cidade de Nova Odessa (SP), que produz seus componentes tanto para o mercado original (OEM) quanto para o de reposição. Sob sua alçada também estará a divisão Motoservice, dedicada ao aftermarket.

No Brasil, suas marcas fornecem pistões, anéis, camisas, kits, bronzinas, filtros, válvulas e bielas (KS), além de bombas de óleo e bombas de água para a linha leve e produtos da linha mecatrônica (Pierburg). A unidade fornece ainda produtos para motores diesel, como bombas de óleo e bombas de água, virabrequim, eixo de comando, bloco, bielas, camisas de cilindro, volante e resfriador/radiador de óleo (BF).

A KSPG Automotive, divisão automotiva do Grupo Rheinmetall passou a se chamar Rheinmetall Automotive em 2016 em razão do novo plano estratégico global do grupo a fim de promover maior integração e identificação das áreas automotiva e de defesa.



Tags: KSPG Automotive, Claus von Heydebreck, presidente, Rheinmetall Automotive.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência