Automotive Business
Siga-nos em:

Notícias

Ver todas as notícias
Mercedes-Benz domina vendas de ônibus, mas perde espaço

Mercado | 10/01/2018 | 17h30

Mercedes-Benz domina vendas de ônibus, mas perde espaço

Chassis Volksbus ganham participação; Iveco e Scania também

PEDRO KUTNEY, AB

A Mercedes-Benz continua a ter amplo domínio do mercado nacional de chassis de ônibus, responsável por mais da metade dos negócios em 2017, mas também foi a que mais perdeu terreno: a participação da empresa caiu quase 3,3 pontos porcentuais de um ano para outro, para 51,1%. No ano em que as vendas de chassis finalmente voltaram a crescer, com expansão média de 5,3% sobre o fraco resultado de 2016, a Mercedes apurou leve queda de 1%, com pouco mais de 6 mil unidades vendidas.

O principal tomador de mercado da Mercedes em 2017 foi sua maior concorrente, a MAN Latin America, que vendeu quase 2,2 mil chassis Volksbus, 21% mais do que em 2016, e assim ganhou 2,4 pontos porcentuais de participação, agora em 18,5% na vice-liderança do segmento. No ano passado, a marca foi bem-sucedida em diversas renovações de frotas de ônibus urbanos, sua maior especialidade.

Especialista no fornecimento de chassis para ônibus urbanos médios e micro-ônibus, a gaúcha Agrale registrou expressiva queda de 7,6% nas vendas de 2017, mas as 1,45 mil unidades comercializadas foram suficientes para sustentar a empresa na terceira posição do mercado, com participação de 12,3%, ainda que 1,7 ponto menor do que em 2016.

Na quarta colocação, a Iveco quase tomou o lugar da Agrale, com pouco mais de 1 mil chassis vendidos que compensaram a forte retração de 2016 com crescimento de quase 46% em 2017. Graças à ampliação da linha de produtos, a Iveco Bus ganhou 2,5 pontos de participação, que subiu para 9%.

Com 4,4% de participação no mercado total de chassis e maior especialização na linha de ônibus rodoviários, a Scania ganhou 1,8 ponto de market share, subiu ao quinto posto do segmento e as 522 unidades negociadas significaram forte ampliação de 78% nas vendas. Embora o porcentual seja vistoso, significa apenas uma leve recuperação sobre o baixíssimo volume de 2016, quando a Scania vendeu só 293 chassis.

A também sueca e principal concorrente Volvo fez o caminho contrário, teve expressiva baixa de 47% nas vendas de chassis de ônibus, com apenas 341 unidades negociadas, o que fez a participação da empresa cair quase três pontos porcentuais em 2017, para 2,9%. Com isso a Volvo trocou de lugar com a Scania no mercado de ônibus, descendo à sexta colocação do ranking do setor.



Tags: Mercado, vendas, ranking ônibus 2017, chassis, ranking marcas mais vendidas 2017, Mercedes-Benz, Volksbus, Agrale, Iveco, Scania, Volvo.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência