Automotive Business
Siga-nos em:

Notícias

Ver todas as notícias

Lançamentos | 03/08/2016 | 20h31

Mercedes-Benz lança Sprinter 2017 no Brasil

Modelo passa por facelift e ganha novos itens de conforto e segurança

SUELI REIS, AB | De Itatiba (SP)

Após três anos desde o lançamento da nova geração da Sprinter na Europa, a Mercedes-Benz traz ao Brasil a linha 2017 do modelo disponível nas versões van de passageiros, furgão e chassi-cabine. Com novo design e mais opções que buscam acentuar itens como conforto e segurança, a nova versão equipara o modelo, fabricado na Argentina, ao mesmo que atualmente é oferecido na Europa e na América do Norte.

“O lançamento da Sprinter neste momento reflete a estratégia da Mercedes-Benz em reduzir cada vez mais o tempo de dispor um produto global em diferentes mercados”, afirma o gerente sênior da divisão de vans, Carlos Garcia. O executivo informa que o modelo renovado já está disponível para venda na rede de concessionárias e que o novo ainda conviverá com os estoques do modelo anterior, a segunda geração da Sprinter lançada no Brasil em 2012. “Não há problemas em existir os dois veículos, embora em razão das tecnologias introduzidas na linha 2017, houve um reajuste de 5% de aumento nos preços, iniciando em R$ 102 mil”, revela.

Com mais de 3 milhões de unidades vendidas pelo mundo, das quais 120 mil no Brasil, a Mercedes-Benz aposta na imagem que o produto já consolidou no mercado. Seus números mostram que de 2011 até o fechamento de julho deste ano, a participação do modelo subiu de 14,6% para 26,3%. No segmento de van de passageiros, considerando o mesmo período, a fatia da marca é de 18% para 32% e em furgão (carga), o porcentual passou de 13% para 22%, um crescimento de 70% em cinco anos, enquanto na categoria chassi-cabine, a alta foi de 9% para 25%.

“Esse resultado é muito expressivo, principalmente por se tratar de um segmento extremamente competitivo e que vem se desenvolvendo bastante nos últimos anos para atender novas demandas, como as da mobilidade urbana e do empreendedorismo”, avalia Garcia. “Nesse sentido, a Sprinter tem grande potencial para continuar conquistando espaço no mercado, porque traz inovações que agregam mais valor aos clientes e novas soluções para os desafios do transporte urbano”.

Garcia expressa que parte da aceitação do modelo no mercado, além de seu histórico, está na flexibilidade e versatilidade que oferece: atualmente, a Sprinter tem 60 diferentes opções em seu portfólio completo, incluindo as três opções de modelo: a 315, comercial leve (ou caminhonete) e que na linha 2017 adota a nova nomenclatura (a anterior era 313), com PBT de 3,5 toneladas e motor com 129 cv de potência; a 415, da categoria caminhão leve que atende o segmento de VUC, com PBT 3,8 toneladas e potência de 146 cv e a 515, também da categoria caminhão leve com 5 toneladas e 146 cv.

MUDANÇAS

A versão brasileira da Sprinter 2017 traz mudanças sutis. Entre os diferenciais, há novidades no design externo. O facelift na parte frontal do veículo apresenta novo desenho da grade, para-choque que se estende um pouco mais para os faróis, estes parte do novo conjunto óptico, também com novo desenho. O conjunto traz faróis de neblina com assistente direcional, que são acionados unilateralmente de forma automática, direcionando a luz em curvas, ampliando o campo de visualização. As luzes de neblina também atuam como assistente direcional para o motorista. Na traseira, uma pequena modificação na lanterna superior, e na lateral, vincos e faixa emborrachada que ajudam a absorver melhor os impactos.

Por dentro, a Sprinter versão van de passageiros ganhou novo revestimento de bancos com tecido mais resistente e assentos reclináveis nas versões de 15, 17 e de 20 lugares. A largura dos bancos aumentou em 4 cm, e a altura subiu 2,5 cm com relação à versão anterior.

O motor continua o mesmo da versão anterior, mas entre os itens de segurança, a linha 2017 ganhou o crosswind assist, ou assistente de vento lateral, que estreou no Brasil com o Vito. O sistema reduz o efeito dos ventos laterais, aplicando automaticamente o freio nas rodas no lado onde bate a rajada, evitando que o veículo se desvie, mantendo-o em sua rota. É ativado a partir de 80 km/h.

Outro sistema disponível é o DRL (daytime running light) ou luzes de circulação diurna, acionadas automaticamente assim que o veículo é ligado: “O DRL atende a nova legislação do farol baixo em rodovias, homologada no início de julho. Por meio de Portaria, o Denatran entendeu que o sistema atende as especificações”, afirma Luiz Gonzaga Delfino Jr., gerente de marketing e produto de vans da Mercedes-Benz.

Há ausências de itens como câmbio automático, sensor de estacionamento, park assist (estacionamento autônomo) ou sensor de faixa, itens oferecidos em outros mercados como os da Europa e Estados Unidos. “São itens que estão no radar da Mercedes-Benz, em estudo, porque dependem da necessidade do cliente local”, justifica Delfino Jr.

A Sprinter manteve outros importantes sistemas de segurança, como ESP adaptativo 9i (programa eletrônico de estabilidade) que integra os sistemas ABS (antibloqueio de freios), ASR (controle de tração), BAS (servofreio de emergência), EBD (distribuição eletrônica de frenagem), LAC (controle de carga adaptativo), ROM (controle de rolagem) e RMI (intervenção de movimento de rodagem).

Assista logo abaixo a entrevista exclusiva de Luiz Gonzaga Delfino Jr. sobre as novidades da Linha Sprinter 2017:





Tags: Mercedes-Benz, Sprinter, van, furgão, chassi-cabine, caminhão leve, comercial leve.

Comentários

  • Jorge Neves

    Excelente Designer

  • Epitácio Coelho Da Silva

    Apenas elogios a essa marca, em 28.12.2015 comprei uma Sprinter modelo 2016 serie luxo completa, com bancos reclináveis, rodas de liga, prata, teto alto e enquanto alguns colegas reclamam de alguns itens como, ar condicionado, transmissão eu não tenho nada a reclamar, e sim, somente elogios, meu ar funciona bem, transmissão excelente, enfim van excelente e tenho duas na empresa Locavanrio Locadora e transportadora Turística aqui no Rio, parabéns a Mercedes Benz e cada vez mais continuo apaixonado pela marca.

  • luciano nascimento silva

    fico muito lida espaçosa eu quero compra uma desta para mi

  • DANIEL EPAMINONDAS DE LIRA

    EU TENHO SPRINTER DESTE O LANÇAMENTO DA 310,HOJE TENHO (2) 413 CDI 19+1 UM EXCELENTE CARRO, MAS OS ENGENHEIROS ERA PARA LANÇAR UM MOTOR COM MAIS CAVALOS, ELA SÓ TEM 129, MERECIA MAIS. PORQUE A 313 TEM 129 CAVALOS, DESENVOLVE MUITO BEM, JÁ A 413 NA SUBIDA ELA FICA. AS BANCADAS PARA O TURISMO NOTA 10!!! AI LANÇOU A 515 CDI 20+1 COM O MESMO MOTOR E DIFERENCIAL DA 415 CDI 16+1 QUE ERA PARA LANÇAR UM MOTOR COM MAIS CAVALOS, O DESIGN MUITO BONITO, MAS SEM CONFORTO PARA OS PASSAGEIROS, OS BANCOS MUITO DUROS, OS BANCOS DA FRENTE NÃO RECLINAM MAIS. EU TENHO QUE DAR CONFORTO AOS MEUS PASSAGEIROS.

  • Rosana Santos

    Comprei uma modelo 2017/2018 da 515 CDI. Como solicitei vários opcionais o carro demora 6 meses pra ficar pronto e já vai sair modelo 2018. Ai a minha dúvida, será que ela terá uma nova frente? Pergunto isso porque se digitar no google Sprinter 2018 verá que já tem algumas rodando em fase de testes. Será um lançamento mundial ou no Brasil continuarão entregando a modelo 2017 como atual? Esse atraso para os modelos novos chegarem no Brasil é um problema sério... sem contar que pagamos mais caro por um carro defasado embalado como atual. Não estou falando mal do carro e sim do sistema que a montadora nos oferece.

  • marcos

    boa noite, tenho uma empresa de turismo e gostaria de saber como faço pra ter acesso ao financiamento de uma sprinter executiva.

  • Carlos

    Bom dia, A Sra. Mercedez benz Só está pecando em colocar um cambio automático no qual preciso! Mas, ainda para mim é a melhor marca que existe no seguimento de Vans. Obrigado.

  • rudenio

    carro com o moto fraco banco ruim não compre tem muito problema acredite tem trés tenho muitas dor de cabeça

  • Brayner

    A Marca e fantástica, mais estar deixando a desejar no cambio, na Europa já existe cambio automático na sprinter, estar na hora dessa nova versão ser lançada no Brasil.

  • luiz

    os consumidores brasileiros estão optando cada vez por veículos automáticos, e este seguimento que requer um pouco mais de conforto e comodidade para o motorista não esta tendo mais esta opção, fico aguardando esta novidade.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência