Automotive Business
Siga-nos em:

Notícias

Ver todas as notícias

Indústria | 08/01/2014 | 20h30

GM: trabalhadores fazem passeata contra demissões

Metalúrgicos da fábrica de São José dos Campos cobram apoio e manutenção de empregos

REDAÇÃO AB

Na manhã de quarta-feira, 8, os trabalhadores da General Motors de São José dos Campos (SP) realizaram uma passeata em protesto contra as demissões realizadas pela montadora no dia 1º de janeiro. A manifestação ocorreu após a assembleia organizada pelo Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região e seguiu até a prefeitura. Uma comissão de trabalhadores e dirigentes sindicais foi recebida pelo prefeito em exercício, Itamar Cóppio.

Segundo o sindicato, na assembleia, cerca de 250 trabalhadores decidiram manter as manifestações pelos empregos e exigir do governo federal e da GM a suspensão das dispensas, estabilidade no emprego e que a montadora realize investimentos na planta, conforme acordos assinados com o sindicato em 2013.

Entre os participantes da assembleia havia trabalhadores demitidos de diversos setores da fábrica, não apenas do MVA (sigla para Montagem de Veículos Automotores), desativado pela montadora e que era o responsável pela produção do Classic. Com o fechamento do setor, toda a produção do modelo passou a se concentrar em Rosário, na Argentina. A GM de São Caetano do Sul (SP) também deixou de fabricar o sedã, o que teria gerado 300 demissões.

Em reunião com Itamar Cóppio, o sindicato dos metalúrgicos cobrou que a prefeitura de São José dos Campos se coloque ao lado dos trabalhadores e que o governo federal tome medidas concretas para pressionar a empresa a suspender as demissões. O prefeito se comprometeu a entrar em contato com a GM até sexta-feira.

O sindicato recorda que a prefeitura de São José dos Campos é administrada pelo Partido dos Trabalhadores e, no ano passado, garantiu à montadora que ofereceria benefícios fiscais e um terreno de 1 milhão de metros quadrados para a implantação de um distrito industrial ao lado da fábrica. Esses benefícios seriam dados para que a fabricante investisse R$ 2,5 bilhões na cidade, com a construção de uma nova linha de produção.



Tags: GM, General Motors, passeata, sindicato, Itamar Cóppio, metalúrgicos, São José dos Campos, Itamar Cóppio, MVA, governo federal.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência
our company adulttorrent.org

www.generico-pro.com/

самострой узаконить