Automotive Business
Siga-nos em:

Inovação

Ver mais notícias
Eaton investe na inovação acelerada das startups
Yuri Rossi coordena projetos com startups na Eaton: inovação acelerada

Negócios | 29/05/2018 | 19h11

Eaton investe na inovação acelerada das startups

Empresa colhe resultados de patrocínio do programa Liga AutoTech

PEDRO KUTNEY, AB | De Valinhos (SP)

A velocidade de inovação das empresas nascentes, as startups, já contagiou a Eaton, fabricante de transmissões e engrenagens que atualmente tem cinco projetos piloto em andamento com potencial para abrir novas frentes de negócio e gerar economia de recursos. Há pouco mais de um ano, a Eaton entrou nesse processo como uma das empresas patrocinadoras da Liga AutoTech, programa de atração de startups com propostas específicas para o setor automotivo e de transporte de carga, organizado pela aceleradora Liga Ventures, que foi patrocinado também por Mercedes-Benz, Sascar, Ticket Log e Repom. Agora, depois de dois ciclos de aceleração, começam a aparecer os primeiros resultados práticos.

“A crise trouxe a necessidade de buscar inovações para gerar fontes de receita que não estávamos explorando. As startups atendem esse objetivo com relacionamento muito dinâmico, que gera ideias o tempo todo e nos torna mais rápidos para aproveitar oportunidades de negócios”, conta Yuri Rossi, gerente de planejamento de mercado.



Rossi coordena o relacionamento com as startups na Eaton. Ele explica que o programa Liga AutoTech abriu um canal de relacionamento que antes era limitado: “Antes essas empresas não sabiam como se aproximar e nem tinham ideia que poderiam oferecer soluções ao setor automotivo. Por isso foi importante usar a base da Liga Ventures, que reúne algo como 10 mil startups, para abrir essa comunicação”, conta. O programa é considerado tão bem-sucedido que a Eaton já reconfirmou seu patrocínio para uma nova rodada de seleção, em julho próximo, quando deverá abrigar mais dois projetos.

Cada patrocinadora do Liga AutoTech pode escolher duas propostas em cada ciclo do programa. Depois de formatada pela startup com mentoria da empresa apoiadora, a proposta de negócio entra em processo de aceleração e implantação, quando o projeto pode ser adquirido e incorporado pelo patrocinador, ou é fechado um contrato de fornecimento do serviço da startup.

PROJETOS EM ANDAMENTO



Entre os projetos apoiados pela Eaton, está uma startup que criou transmissores de dados que passarão a ser instalados em caixas de transmissão fabricadas pela empresa, um dispositivo de internet das coisas (IoT). “Monitoramos algumas transmissões em testes de uso por clientes para desenvolver e melhorar produtos. Para fazer isso precisamos mandar alguém colher os dados dessa caixa regularmente. Com a transmissão on-line desses dados podemos monitorar tudo à distância e em tempo real, o que gera economia de tempo e custos”, relata Rossi.

Outro projeto em curso é de um visor/óculos de realidade aumentada para o mercado de reparação, que orienta mecânicos na remanufatura de transmissões, inspeção de pontos específicos e diagnóstico de problemas. “É um tipo de assistência remota que pode prevenir erros de manutenção e nos aproxima mais do reparador”, explica o gerente da Eaton.

Fabricante de transmissões para veículos comerciais pesados, a Eaton encontrou uma maneira de se aproximar dos caminhoneiros autônomos, para aumentar suas vendas no aftermarket, por meio de mais um empreendimento associado a uma startup. A empresa vai usar o banco de dados do aplicativo de fretes TruckPad para emitir cupons de desconto nos produtos que comercializa no mercado de reposição, como embreagens, por exemplo. “Temos bom relacionamento com frotistas e transportadoras, mas ficávamos mais distantes dos autônomos. Com esse sistema usamos o cadastro da TruckPad que identifica motoristas próximos da nossa rede [de distribuição de componentes] e manda ofertas automaticamente para eles.”

RAPIDEZ PARA PERDER E RECUPERAR



Com o programa de patrocínio e aceleração, a Eaton também está aprendendo com as startups a reduzir a morosidade de processos internos e aumentar a velocidade de implantação de novos empreendimentos, sem medo de errar no meio do caminho. Como efeito colateral benéfico, o acolhimento de empresas nascentes e seus projetos estão criando ambiente onde as ideias circulam com maior fluidez.

“As startups trabalham suas inovações com muita velocidade, por isso podem errar e se recuperar muito rapidamente. Elas estão nos ensinando a agir mais rápido sem medo de errar”, comenta Marcos Janasi, diretor de negócios de componentes de powertrain da Eaton.



“Além dos projetos e das oportunidades em si, as startups acabam promovendo uma grande circulação de novas ideias que acabam sendo aproveitadas em nossos processos interno”, completa Yuri Rossi.



Tags: Eaton, Startups, Liga AutoTech, Liga Ventures, aceleração, inovação, investimento, tecnologia, transmissões, engrenagens, autopeças.

Veja também

AB Inteligência